“Se eu ameaçar ir embora, me agarra. Se eu chorar, me abraça. Se eu estiver carente, me beija. Se eu gritar, me cala. Se eu estiver doente, me cuida. Se eu estiver magoado, me consola. Se eu estiver com frio, me esquenta. Mas agora, se por ventura eu resolver te amar, por favor, me ame de volta.”

Pedro Pinheiro.    (via imensador)
“Às vezes passamos dias ou semanas inteiras sem receber nenhum gesto de carinho do próximo. São períodos difíceis, quando o calor humano some, e a vida se resume a um árduo esforço de sobrevivência. Diz o mestre: Devemos examinar nossa própria lareira. Devemos colocar mais lenha, e tentar iluminar a sala escura em que nossa vida se transformou. Quando escutarmos nosso fogo crepitando, a madeira que estala, as histórias que as labaredas contam, a esperança nos será devolvida. Se somos capazes de amar, também seremos capazes de sermos amados. É apenas uma questão de tempo.”

Paulo Coelho.     (via carenciada)
“A felicidade não entra em portas trancadas.”

Chico Xavier.  (via desembarcou)